Vôo Cego

Do amor como base,

Que nasce,

A rima.

Na palavra escrita,

Viva,

que me perco;

no cerco da interpretação alheia.

Na nuvem do não saber,

Vejo-me,

suspenso…

No espaço onde resta apenas e tão somente,

crer.

Gostou do Conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
E-mail

Luciano Gouvea

Autor de Shekinah e Coração Tuaregue

Siga nas
redes sociais

É só digitar no formulário abaixo e pesquisar no blog

Clique na capa do livro para comprar